domingo, 6 de junho de 2010

Luz da paixão

A luz morena
do teu corpo,
é chama acesa
no meu olhar!
O palpitar das veias
em correntes de ebulição
…serena.

Um puro toque
das mãos
a voarem até à cintura
…continuas!
E esperas que te segure as asas!

Toda a maciez
adoça os membros,
os instintos argumentam
valsas,
até que a distância dos corpos
seja a tez
da epiderme molhada!

Ana Coelho

2 comentários:

  1. Olá Ana: Lindo poema gostei imenso como gosto de ler os teus poemas.
    Um beijo
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Ana
    Um belo momento de poesia.
    Adorei

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar