sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Amor escondido

Encontrei pela rua
repleta de multidões,
o amor escondido
por detrás de ti...

Fugi não te reconheci,
o coração estava arrumado.

Tu com palavras doces
cheias de mel de poeta
entre caricias de flor,
me atormentaste...

Voltava a face em silêncio
onde germinava a semente
que eu não queria ver,
as palavras ficaram gravadas.

A imagem do teu sorriso
eu encontrava nos meus sonhos,
trespassava a mente
e o entendimento...

Perante o relânpago de luz
que em ti explodia...

Sucumbi...
entre teus braços
perdida de amor,
ao encontro da felicidade.

Ana Coelho

Sem comentários:

Enviar um comentário