segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Melífluo

Do chuveiro cai a água
no meu corpo despido,
aproximas-te de mansinho
numa silhueta nua.

Nas mãos o teu anseio
tocas meu corpo
num deslizar ameno
por entre a espuma de banho.

Enlouqueces os sentidos
bebes o meu prazer húmido
sacias todo o meu ser
num vascolejar sedutor.

Os corpos deslizam
em movimentos suaves
na volúpia dos ais...

Um impulso estonteante
no flutuar das nuvens
por entre o teu sol
que me aquece os desejos
em pleno sentimento
carnal no invólucro do amor.

Estendes a toalha
envolves o meu corpo saciado
nos teus braços de carinho
descanso com teus afagos.

Ana Coelho

Sem comentários:

Enviar um comentário