domingo, 27 de setembro de 2009

Acto enamorado

No oceano fresco e molhado
naufraguei mansamente
despi o sol na sombra da lua
reflexos do vento
nuvens brancas choram de alegria
na claridade prateada.

Calmas águas cantam melodias
num apelo de paixão,
volúpia abracei
na cálida noite enfeitiçada.

Agarrei o silêncio dos teus lábios
que sorrindo me beijavam
espasmos quentes ondulantes
no deslizar do teu corpo nu
mergulho de louco amor
num acto enamorado.

Ana Coelho

Sem comentários:

Enviar um comentário