terça-feira, 15 de setembro de 2009

Perdi-me

Perdi-me
quando te encontrei.

Perdi-me
quando nos teus braços cai.

Perdi-me
no teu amor
bálsamo suave que perfuma a minha vida.

Perdi-me...
na paixão do teu olhar
na cadencia das tuas palavras
soletradas na poesia da tua vida.

Ana Coelho

Sem comentários:

Enviar um comentário