sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Cálice de paixão

Traz contigo o cálice
Da paixão enamorada
Anseios ávidos
Envoltos de mistério
Desvendados na luz amena…

Brinda o sangue
A pulsar no peito
Fogo ardente
Vulcão em lava

Saliva o vinho
Embriagado nos lábios
Em sedução
Escorrida
Da lareira acesa
Do corpo despido…

Tacteia o fulgor
Da sede que nenhuma água chega

Derrama o teu corpo
Sob o meu
Deliberado fogo posto…

No avesso
Faminto
Da loucura em chamas…

Ana Coelho

Sem comentários:

Enviar um comentário