segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A luz do teu rosto



Quando o meu olhar
Toca os teus traços
A luz do teu rosto
Penetra em mim
Envolvo o meu sorriso

Voam no meu peito
Garças a planar
Em campos de lírios

Tacteio nas minhas veias
Correntes fluidas
Nos poros dilatados
Alegres arrepios
Que fazem de mim
O sol na foz da preia-mar

Ah!... Amor
Como sou feliz
Só por te olhar
Assim junto a mim...

Poema inspirado no momento da foto

Ana Coelho

2 comentários:

  1. Ana, Ana, Ana! Que gostoso esse seu poema! Como é bom olhar para aquela pessoa que amamos. Já sentimos felizes só em olhar. É muito bom!

    ResponderEliminar