sábado, 17 de julho de 2010

Arrepios de calor

Vibram as cordas
na flor da epiderme
cândida leveza
no corpo com o espírito aberto
arrepios de calor
nas ondas cálidas
das tuas mãos
eleva
eleva-me
eleva-te
nos murmúrios
caídos dos beijos
quando as mãos se tocam…


Ana Coelho
Rosas Pictures, Images and Photos




3 comentários:

  1. Minha querida
    maravilhoso...Terno...sedutor, adorei o poema.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  2. Olá Ana: Lindissimo poema bem sedutor adorei o teu poema.
    Um beijo
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana,
    Obrigada pelo comentário.

    O seu blogue está fantástico, já estou a seguir :)
    Com Carinho,
    Sofia

    ResponderEliminar