terça-feira, 13 de julho de 2010

Luas confidentes

Tu és a minha proa,
um mar
onde recosto a minha cabeça,
no declive do mastro
em que a tempestade
se afunda,
o sal diluísse
em águas límpidas…

Por onde navego
no fundo do espírito
que flui,
de ti para mim,
de mim para ti
nas tréguas das luas confidentes!

Ana Coelho

Rosas Pictures, Images and Photos



1 comentário:

  1. Olá Ana: Lindo Poema As luas são confidentes, mas o amor é mais confidente, Quando se ama de alma e coração, Sempre gosto de visitar o teu blog.
    Um beijo
    Santa Cruz

    ResponderEliminar