sábado, 24 de julho de 2010

Raízes de amor

Enraízas em mim
o sabor das horas
nos compassos adornados
no coração enamorado
da tua vida,
a vida que é um imenso sorriso,
o sol que me acorda
ao longo dos dias.

São as tuas folhas abertas
que agarram o meu vento
e nele velejamos
em pasmos de saudável loucura.

A profunda árvore
que se enlaça em todos os segundos
até ao fim dos dias
nos apelos da eternidade!


Ana Coelho







1 comentário:

  1. Amiga Ana: Lindo Poema adorei tens alma de poetisa Escreves de alma e coração.
    Um beijo
    Santa Cruz

    ResponderEliminar