sexta-feira, 9 de julho de 2010

o tempo abraça somente



Perante a tua sedução
toda a minha fortaleza
é um fraco fragmento de mim,
o teu olhar profundo
com o brilho de paixão
deixa toda a minha epiderme
em pasmos de volúpia
sedenta…

O teu toque
é a suprema salvação
profecias lúcidas
que o tempo abraça somente

Com o olhar a denuncia
corre incessantemente
pelos nós de toda a minha alma
que se despe sem disfarces possíveis
na realidade que me afaga
as ânsias
e dilacera da escuridão
a apreensão…


Ana Coelho

1 comentário:

  1. Ana: Como sempre mais um lindo poema adorei sempre nos presenteias com lindos poemas.
    Um beijo
    Santa Cruz

    ResponderEliminar