domingo, 5 de junho de 2011

Cânticos enamorados

Chegas-te
como uma nuvem
na brisa suave
do amanhecer primaveril
que me beijou o olhar,
no marejar das memórias
os teus olhos sorriram
os meus lábios apalparam
os raios límpidos de sol
no calor da voz serena
leve entoada na melodia do rio,
cânticos enamorados
…nuances ténues
vibrantes de paixão
em harpejos de amor
o palpitar do coração
no dilatar das veias
que abraçam os timbres
anónimos
das pulsações escaldantes
na varanda do Agosto
que graceja sempre volúpias
aos eternos apaixonados
que apenas com um olhar
se encontram sem motivo
nos braços das estações…

Sem comentários:

Enviar um comentário